Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Rúben Amorim: “As pessoas em casa gostaram, o treinador do Sporting não gostou tanto. Os sportinguistas também não”

O treinador do Sporting não estava satisfeito com as oportunidades perdidas e por a equipa ter perdido três desvantagens. "Faltou-nos aquele instinto matador, quer a defender, quer a atacar. Perdemos dois pontos"

Expresso

MIGUEL RIOPA

Partilhar

Jogo

“Foi um jogo emotivo, muitos golos, várias ocasiões de perigo, mas obviamente que nós, principalmente nós, deveríamos ter controlado o jogo melhor, porque estivemos em vantagem várias vezes, porque sofremos golos no fim das duas partes. Temos de ser uma equipa mais adulta nesse sentido, tivemos várias oportunidades para dilatar a vantagem quando deveríamos ter feito, deixámos sempre o Braga voltar ao jogo. Mérito também do Braga, mas também demérito nosso. Sofremos muito com o jogo direto. Bola na frente, segundas bolas. Estávamos preparados, mas faltou-nos aquele instinto matador, quer a defender, quer a atacar, perdemos dois pontos. Há que pensar no próximo jogo, o campeonato vai ser longo.”

Golo sofrido de bola parada

“Obviamente que não era suposto [haver buracos na defesa]. Quanto sabemos o que vai acontecer, apesar da qualidade óbvia dos jogadores do Braga, sabíamos que aquilo ia acontecer. O ano passado não sofremos um golo de livre, este ano sofremos um quase do meio-campo, em que temos tempo de voltar para a bola, planear onde a bola vai cair. faltou-nos isso. Nem vou falar em tática e técnica, faltou-nos essa qualquer coisa que sempre tivemos noutros jogos, em que estamos em vantagem e não sofremos golo. Estar três vezes em vantagem, ter oportunidade de dilatar a vantagem, acabámos por ser penalizados, com o Braga a ter mérito também de chegar ao empate.”

3-3

“Mesmo o jogador do Braga passando o nosso lateral, temos de ser mais agressivos e escolher melhor o homem para tapar o remate, porque estávamos bem enquadrados com a jogada. Obviamente que é frustrante, mas é futebol. As pessoas em casa gostaram, o treinador do Sporting não gostou tanto. Os sportinguistas também não. São dois pontos, o campeonato vai ser longo. Temos de ganhar o próximo jogo.”

Futuro

“O bom disto é que podemos melhorar muito, ou estar ao nosso nível em termos defensivos, segundas bolas, perceber o jogo direto do adversário, que foi muito óbvio ao longo do jogo. Nesse aspeto, olhando para todo o jogo, ataque e defesa, podemos melhorar muito. É o lado bom. Temos coisas objetivas para analisar e trabalhar.