Tribuna Expresso

Perfil

Tomás da Cunha

Tomás da Cunha

Analista e comentador de futebol

  • A última ceia de Jesus
    Opinião

    O comentador e analista Tomás da Cunha explica os pecados da segunda passagem de Jorge Jesus, um período de ano e meio em que o treinador contrariou as tendências que ele próprio ajudou a definir, nomeadamente o rigor tático e do processo defensivo. Aquilo em que se diferenciava – no treino, na preparação táctica, no desenvolvimento de jogadores – ficou perdido entre o Brasil e Portugal. Esta é a crónica do falhanço de um projeto, o último da era Vieira

    Tomás da Cunha

  • Não se compra, mas forma-se (por Tomás da Cunha)
    Futebol nacional

    O comentador e analista demonstra como o futebol português mudou desde 2009/2010, uma altura em que conseguia atrair pérolas da América do Sul, e como Rúben Amorim e Sérgio Conceição vão dando sinais diferentes de Jorge Jesus no que toca à formação e aproveitamento do talento que dali brota. "São escolhas que explicam o presente dos clubes, mas também marcarão o futuro"

    Tomás da Cunha

  • Kun Agüero e a magia que se foi
    Opinião

    O comentador e analista Tomás da Cunha fala-nos daquele 2005 em que na Argentina apareceu um tal de Agüero, "Kun" de alcunha, tempos em que a imaginação ainda não tinha morrido. O elogio a um avançado que faz parte do futebol que não volta, um futebol-ficção que não víamos na televisão

    Tomás da Cunha

  • A roda da fortuna e Yaremchuk contra todos os males (a análise à jornada da Champions, por Tomás da Cunha)
    Liga dos Campeões

    O analista e comentador Tomás da Cunha faz o retrato do acerto de Jesus na hora de apostar no ucraniano no onze para o encontro com o Dinamo Kiev, lembrando que tendo um ponta-de-lança que segure a bola e que procure a melhor opção (nem sempre é a vertigem) o Benfica ganha outras condições para passar mais tempo no meio campo ofensivo. Palavras ainda para as derrotas de FC Porto e Sporting, naquela que foi a última jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões

    Tomás da Cunha

  • Um teste rápido à ambição de Jesus e à segurança coletiva do Sporting sem dois pilares (a antevisão ao dérbi, por Tomás da Cunha)
    Futebol nacional

    O comentador e analista prevê um Benfica - Sporting (21h15, BTV) com equipas encaixadas em muitos momentos e onde cabe a Jorge Jesus encontrar soluções para desmontar o adversário e não apenas para o anular ofensivamente, como tem acontecido nos jogos grandes desde que voltou a Portugal. Já Rúben Amorim terá o desafio de ultrapassar a quebra de auto-estima coletiva que as ausências de Coates e Palhinha poderão causar no Sporting

    Tomás da Cunha

  • O Manchester United de Solskjaer. Ou como ninguém espera por gigantes presos no passado
    Crónica

    Um exemplo paradigmático de Ole Gunnar Solskjær no Manchester United é o milagre de Paris, há dois anos, quando a desfalcada equipa inglesa conseguiu uma vitória épica sobre o favorito Paris Saint-Germain. Analisar resultados sem ter em conta as circunstâncias que os provocam leva demasiadas vezes a decisões imediatistas e esse jogo, escreve o analista de futebol Tomás da Cunha, agarrou o treinador norueguês ao cargo — até hoje, que tem melhor plantel, mas continua a não conseguir montar uma equipa. E a Premier League, no topo, já não aceita a mediania coletiva

    Tomás da Cunha