Perfil

Futebol nacional

Cova da Piedade ficou sem equipas de sub-19 e sub-23 devido à insolvência da SAD. Para as voltar a ter, assinou um acordo com a BSAD

O clube de Almada não tinha as equipas que servem de preparativo para o futebol sénior porque estas pertenciam à SAD, declarada insolvente no final de setembro. O acordo com a BSAD refere-se apenas a esses dois escalões

Lusa

Gualter Fatia/Getty

Partilhar

O Cova da Piedade e a BSAD celebraram um acordo de cooperação para o futebol de formação, que “é o início de um caminho a trilhar” pelas duas partes, disse, na quinta-feira, o presidente do clube de Almada.

Em declarações à agência Lusa, Paulo Veiga explicou que o acordo tem a ver com “a necessidade de dar” aos jogadores dos escalões de formação do clube - sub-15 e sub-17 - “um futuro desportivo que não tinham”, mas deixou a ‘porta’ entreaberta para um acordo mais abrangente.

“É o início de um caminho a trilhar pelas duas partes, que pode ter, ou não, uma base futura de entendimento. Nada irá acontecer sem a aprovação dos sócios”, disse o dirigente.

O acordo já celebrado tem, então, “unicamente a ver com os escalões de formação”, em que o Cova da Piedade está privado das suas equipas de sub-19 e sub-23, cujos direitos desportivos pertencem à SAD, declarada insolvente no final de setembro.

Trata-se de “um trabalho que tem vindo a ser desenvolvido há alguns meses”, no sentido de um entendimento, que “pode ser bom para as duas partes”.

“O futuro aos sócios pertence e, obviamente, à BSAD, que será sempre uma entidade com uma importante palavra a dizer” numa eventual parceria no escalão sénior, concluiu Paulo Veiga.

Em 6 de outubro, após ser conhecida a decisão do juízo do Barreiro do Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa, que declarou a Cova da Piedade SAD insolvente, Paulo Veiga disse à agência Lusa que o clube iria “garantidamente” ter uma equipa sénior e sub-19 “a representar as cores do Cova da Piedade na próxima época”.

Antes, em 27 de abril, o Tribunal da Relação de Lisboa confirmou a separação entre Belenenses, do Campeonato de Portugal, e Belenenses SAD, então da I Liga de futebol, que disputa atualmente o escalão secundário como BSAD.

O clube e a SAD dos 'azuis' estão afastados desde o início da temporada 2018/19, quando o protocolo de utilização do Restelo pela SAD terminou e esta mudou a equipa profissional para o Estádio Nacional, em Oeiras.

Já o clube da margem sul do Tejo encontra-se, há vários anos, em litígio aberto com a SAD, que, em 2021/22, disputou os seus encontros da Liga 3 no Estádio das Seixas, na Malveira da Serra, abandonando o Estádio Municipal José Martins Vieira, em Almada.