Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Vítor Campelos: “O Mendes e o Teixeira não são jogadores de recuperarem muita bola, mas, se a tivermos connosco, não andaremos atrás dela”

Na entrevista rápida à “Sport TV” depois da derrota (3-0) do Desportivo de Chaves contra o FC Porto, o treinador dos flavienses falou sobre a opção de não jogar com um médio-defensivo de raiz. Campelos considera que a sua equipa fez “um bom jogo”

Expresso

MANUEL FERNANDO ARAUJO/Lusa

Partilhar

Equipa reagiu bem ao golo sofrido cedo

"Sabíamos que o FC Porto ia querer entrar forte, mas tivemos uma boa reação. Na primeira parte tivemos uma ou outra oportunidade, poderíamos ter marcado. Demos uma boa imagem do que somos: uma equipa organizada que joga em todo o campo, olha nos olhos do adversário. Entrámos bem na segunda parte, creio que até aos 70 minutos estávamos a ter qualidade no nosso jogo. Se continuássemos sem sofrer o 2-0 por um erro coletivo — porque não há erros individuais —, o jogo poderia ter sido diferente. Com o 2-0, acabou por ser mais difícil. Não era o resultado que queríamos, mas demos uma imagem de uma equipa que gosta de praticar de bom futebol. Estamos num processo de aprendizagem. Resultado é demasiado volumoso para o que se passou durante o jogo"

Chaves não jogou com um médio-defensivo puro

“Tenho de potenciar ao máximo os jogadores que temos. Achamos melhor jogar com o João Teixeira por detrás. Sabemos que o Mendes e o Teixeira não são jogadores de recuperarem muita bola, mas, se a tivermos connosco, não andaremos atrás dela”. Fizemos um bom jogo”