Tribuna Expresso

Perfil

Ciclismo

Tadej Pogacar não estará na Vuelta e João Almeida será líder da UAE Emirates em Espanha

O prodígio esloveno tinha a Volta a Espanha em mente, mas optou por se concentrar nos Mundiais de setembro. O que significa que João Almeida deverá ser a maior aposta para a geral por parte da UAE Emirates

Lídia Paralta Gomes

Tim de Waele/Getty

Partilhar

A possibilidade de um elenco de sonho da UAE Emirates para a Vuelta pairava há muito no ar. João Almeida e Tadej Pogacar, os dois pontas de lança da equipa para as grandes voltas, tinham a prova espanhola na cabeça e o 2.º lugar do esloveno na Volta a França parecia dar força a essa hipótese. Sem conseguir revalidar o título nas estradas francesas, onde foi derrotado por Jonas Vingegaard e pelo bloco da Jumbo-Visma, Pogacar teria na Vuelta, que arranca a 19 de agosto, uma oportunidade de redenção.

Para o português, o azar do Giro, que teve de abandonar depois de um teste positivo à covid-19, seria também vingado com a sua estreia na Vuelta, que este ano começa nos Países Baixos.

Mas apesar da desilusão no Tour, Tadej Pogacar optou por não estar à partida da Vuelta, o que quer dizer que, tal como na Volta a Itália, as atenções e esforços da equipa dos Emirados estarão concentrados em João Almeida que, se tudo correr normalmente, será líder.

A UAE Emirates anunciou esta terça-feira o plano de festas de Tadej Pogacar para o que resta do ano e o esloveno preferiu apostar nos Mundiais da Austrália, em finais de setembro. O duas vezes campeão do Tour vai este fim de semana participar na Clássica de San Sebastian antes de parar até finais de agosto. Depois do Mundial vai ainda tentar defender o título na Volta à Lombardia, onde vai fechar a temporada, a 8 de outubro.

Já João Almeida continua a preparar a Vuelta depois de recuperar da covid-19. Em Espanha, o 4.º classificado do Giro de 2020 vai ter as cores de Portugal na camisola, depois de se ter sagrado campeão nacional de estrada em finais de junho. Toda a preparação posterior está a ser feita com a prova espanhola em mente. Na Vuelta, o ciclista que completa 24 anos a 5 de agosto, deverá encontrar muitos dos rivais do Giro, como o vencedor Jai Hindley (Bora) ou Richard Carapaz (INEOS).

Em aberto está ainda a participação de Primoz Roglic (Jumbo-Visma), vencedor das três últimas edições, mas que não deverá estar recuperado das mazelas sofridas após quedas no Tour. Egan Bernal (INEOS) poderá regressar após o grave acidente que sofreu no início da época na Colômbia. Remco Evenepoel e Julian Alaphilippe (QuickStep) serão outras das estrelas das três semanas espanholas.