Tribuna Expresso

Perfil

Ciclismo

Pogacar vence no alto do Peyragudes, mas continua sem conseguir assustar Vingegaard

Apesar de ter sido o primeiro a cortar a meta na 17.ª etapa, conseguindo a terceira vitória nesta edição do Tour, o esloveno nunca conseguiu atacar o dinamarquês. Na quinta-feira, no Hautacam, tem a última oportunidade na montanha de ganhar tempo ao ciclista da Jumbo-Visma

Lusa e Expresso

Anne-Christine Poujoulat / POOL/EPA

Partilhar

O ciclista esloveno Tadej Pogacar (UAE Emirates) bateu esta quarta-feira ao ‘sprint’ o camisola amarela Jonas Vingegaard (Jumbo-Visma) no alto do Peyragudes, conquistando, na 17.ª etapa, o terceiro triunfo na 109.ª edição da Volta a França.

O atual bicampeão da ‘Grande Boucle’, de 23 anos, cumpriu os 129,7 quilómetros entre Saint-Gaudens e Peyragudes em 03:25.51 horas, à frente do dinamarquês da Jumbo-Visma, que cortou a meta com o mesmo tempo do vencedor no segundo lugar, com o norte-americano Brandon McNulty, também da UAE Emirates, a ser terceiro a 32 segundos.

McNulty rebocou Pogacar nas duas últimas subidas da tirada, mas o esloveno não teve capacidade para atacar Vingegaard e recortar tempo substancial ao primeiro classificado. Tudo ficará para resolver na etapa de quinta-feira, uma ligação de 143,2 quilómetros entre Lourdes e o alto do Hautacam, a última hipótese de fazer diferenças na montanha, e depois no contrarrelógio de sábado.

Apesar dos quatro segundos perdido para Pogacar, pelas bonificações na meta, Vingegaard vai partir para a próxima etapa com 02.18 minutos de vantagem sobre o esloveno, e 04.56 sobre o britânico Geraint Thomas (INEOS), que esta quarta-feira perdeu tempo para o duo da frente, mas reforçou o terceiro lugar da geral.