Perfil

Ténis

Alcaraz não vai defender o trono no Open da Austrália por lesão: “É duro, mas tenho de ser otimista, recuperar e olhar para a frente”

O número 1 do ranking ATP, que não joga desde 4 de novembro, sofreu uma lesão muscular na perna direita durante um treino. Já Iga Swiatek, a líder do ranking WTA, está em dúvida depois de apresentar queixas no ombro. Venus Williams, a quem havia sido dado um wildcard, está fora por lesão

Hugo Tavares da Silva

Quality Sport Images

Partilhar

O ano não acabou bem para Carlos Alcaraz e 2023 não começou muito melhor. Primeiro, foi uma ruptura abdominal que o afastou dos courts, agora o espanhol sofreu uma lesão muscular na perna direita durante um treino. Por isso, o número 1 do mundo vai falhar o primeiro major da temporada, o Open da Austrália, onde também ainda não há certezas que esteja presente Iga Swiatek, a número 1 do WTA. A polaca, de 21 anos, tem queixas no ombro direito.

“Quando eu estava no meu melhor na pré-época, sofri uma lesão depois de um movimento casual e não natural. Desta vez é o músculo semimembranoso da minha perna direita”, informou nas redes sociais. “Trabalhei muito para estar ao meu melhor nível para a Austrália, mas infelizmente não poderei jogar o [torneio] Care A2+ Kooyong ou o Open da Austrália. É duro, mas tenho de ser otimista, recuperar e olhar para a frente. Vemo-nos em 2024.”

O tenista, de 19 anos, deverá assim perder o número 1 para rivais como Casper Ruud, Stefanos Tsitsipas e Novak Djokovic, que está de volta depois da ausência em 2022 devido à decisão de não ser vacinado.

O prodígio do ténis, que ganhou seis partidas e perdeu outras quatro desde que é líder do ranking ATP, não joga desde 4 de novembro, altura em que abandonou no Masters 1000 de Paris-Bercy, contra o dinamarquês Holger Rune, com a tal lesão abdominal.

Alcaraz e a lesão abdominal, a 4 de novembro

Alcaraz e a lesão abdominal, a 4 de novembro

Eurasia Sport Images

Em 2022, Carlos Alcaraz deixou para trás as esperanças de se tornar num tenista de elite para se converter realmente num tenista de elite, ganhando torneios em Miami, Rio de Janeiro, Barcelona e Madrid, culminando a temporada mágica com a vitória no Open dos Estados Unidos, em Nova Iorque, conquistando aí o primeiro lugar da lista de tenistas. Carlos Alcaraz transformou-se aí no mais jovem n.º 1 da história do ténis.

Voltando ao Open da Austrália, que se disputa entre 16 e 29 de janeiro: também Venus Williams confirmou a sua ausência devido a uma lesão, conta a BBC. A tenista, de 42 anos, tinha recebido um wildcard para o torneio. A lesão surgiu no aquecimento de uma partida no ASB Classic, em Auckland, onde se preparava para o primeiro grand slam da época.

Já Emma Raducanu, a melhor jogadora britânica da atualidade, está em dúvida para disputar o torneio depois de também sofrer uma lesão no ASB Classic, desta feita no tornozelo.