Tribuna Expresso

Perfil

Futebol feminino

Sim, elas sangram. E devia estar tudo bem com isso

“Está sujo?” A pergunta já foi feita, a meio de um jogo, entre colegas da seleção nacional feminina, que se estreia no Europeu este sábado, frente à Suíça (17h, RTP1). A preocupação de manchar a roupa é fator extra de ansiedade e controlar os ciclos de menstruação é algo que entra no planeamento de treino

Marta Gonçalves

Susa Monteiro

Partilhar

Cada vez que entra em campo e se posiciona na pequena área, não é só a baliza que Rute Costa defende. Sabe quem na equipa está com o período e, além da bola e da tática de jogo, vai tomando atenção aos calções de cada uma das colegas. Quase todas receiam que o sangue deixe mancha no equipamento e que fique à vista de todos que estão menstruadas.

“Temos muito essa preocupação e é muito comum, durante os jogos, quem está atrás olhar. ‘Vê lá, se vires alguma coisa, avisa-me’ ou perguntarmos no balneário: ‘está sujo?’. Acaba por ser um entrave”, explica a guarda-redes do Benfica, de 28 anos, que está ao serviço da seleção nacional, em Inglaterra, para disputar o Europeu de futebol feminino (a estreia é este sábado, contra a Suíça, às 17h, na RTP1). “É normal a preocupação, sobretudo nos dias de maior fluxo, porque há ali algum tempo em que não dá para trocar o penso ou o tampão e estamos expostas.”