Tribuna Expresso

Perfil

Seleções

Francisco Neto e o que há a melhorar na seleção: “A nossa finalização e o ataque ao último terço”

Na entrevista rápida ao "Canal 11" depois do empate (1-1) contra a Austrália, o selecionador sublinhou que o "ADN" de Portugal é "querer ter bola" e que a equipa ainda terá de "crescer" até ao arranque do Europeu. Quanto a Jéssica Silva, que saiu por lesão, o técnico revelou não ter querido "arriscar" quando sentiu que a jogadora "não estava em perfeitas condições"

Expresso

Gualter Fatia/Getty

Partilhar

Portugal passou muito tempo a dominar

"Nós queremos ter bola, é o nosso ADN. Claro que sabemos que jogamos contra grandes equipas, mas hoje fomos claramente superiores nesse aspeto. Sempre que formos competentes o suficiente para ter bola, vamos tentar tê-la"

O que há a melhorar?

"A nossa finalização e o ataque ao último terço. Também deixarmos que as equipas adversárias saiam da pressão e rodem no lado contrário. Temos de crescer nesses aspetos porque o Europeu será muito difícil, num nível de exigência altíssimo"

Onze de hoje será aproximado do onze do primeiro jogo?

"Ainda é cedo, ainda falta muito tempo. Temos muitos treinos pela frente, muitas coisas para fazer e em que crescer. Temos de melhorar e continuar o nosso trabalho, é nisso que estamos focados"

Estado físico de Jéssica Silva

"Não tenho informações. Ela vai ser reavaliada. Esperemos contar com todas, com as 23 que escolhemos. Não queremos risco nenhum, não quisemos arriscar assim que sentimos que a Jéssica não estava em perfeitas condições"