Perfil

FC Porto

Operação Cartão Azul. Casemiro, Brahimi, Óliver, Quaresma e Felipe (e outros): os nomes e todas as suspeitas do MP sobre Pinto da Costa

DCIAP investiga negócios entre o presidente da SAD do FC Porto, o seu filho Alexandre Pinto da Costa e o empresário de futebol Pedro Pinho. Justiça suspeita de pagamentos a empresários que nem tiveram intervenção na compra ou venda de jogadores como forma de fazer chegar o dinheiro - mais de 20 milhões de euros - "à esfera pessoal" de Pinto da Costa e dos dois empresários suspeitos

Hugo Franco, Pedro Candeias e Rui Gustavo

JOSÉ COELHO

Partilhar

A equipa do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) liderada pelo procurador Rosário Teixeira suspeita os que agentes desportivos Pedro Pinho e Alexandre Pinto da Costa, filho de Jorge Nuno Pinto da Costa, montaram um “esquema” milionário com o presidente do Futebol Clube do Porto (FCP) desde pelo menos 2012 e que tinha como principal objetivo desviar lucros gerados pela venda de jogadores que dividiam pelos três e por outros empresários chamados ocasionalmente para tentar afastar qualquer suspeita.

Artigo Exclusivo para assinantes

No Expresso valorizamos o jornalismo livre e independente

Já é assinante?
Comprou o Expresso? Insira o código presente na Revista E para continuar a ler