Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Ricardo Quaresma procura novo clube e falou sobre quem andará a fazer o mesmo: “O Cristiano tem idade para saber aquilo que quer e não quer”

O internacional português que, de momento, ainda está sem clube após sair do Vitória de Guimarães, falou sobre o caso do sai-não-sai de Ronaldo no Manchester United, à margem de um evento onde também abordou as hipóteses da seleção nacional no Mundial do Catar

Lusa

FILIPPO MONTEFORTE/Getty

Partilhar

O futebolista internacional português Ricardo Quaresma desejou, esta quarta-feira, que a seleção nacional atinja o “sonho” de “ganhar o Mundial” do Catar 2022, elogiando os jogadores mais jovens e o “grande treinador”, Fernando Santos.

“Como português e adepto de futebol, quero que a nossa seleção alcance aquilo que é o nosso sonho – ganhar o Mundial -, sabendo que é difícil e que temos de ter os pés bem assentes na terra porque há seleções fortíssimas”, disse, à margem de um evento publicitário, em Lisboa.

O campeão europeu no França 2016 excluiu a hipótese de poder voltar a ser convocado para a equipa nacional e manifestou confiança na “juventude” que tem feito parte do lote habitual de eleitos pelo selecionador.

“A seleção está muito bem entregue a esta juventude e, depois, tem o Cristiano [Ronaldo] na frente. Esta juventude tem muita qualidade. São jovens que jogam em grandes clubes e jogam mesmo, não estão de passagem. São importantes nos clubes em que estão e preparados para altos voos”, afirmou.

O extremo de 38 anos está de momento sem clube, após duas temporadas ao serviço do Vitória de Guimarães, mas garantiu que “ainda há uns aninhos para jogar”.

“Tenho recebido propostas, mas temos de pensar em tudo, mulher, filhos, no que é melhor. Já não falta muito para decidir isso”, limitou-se a responder sobre o seu futuro, considerando que “dificilmente” voltará a alinhar na I Liga portuguesa.

A carreira do extremo, quatro vezes campeão português (três pelo FC Porto e uma pelo Sporting), além de campeão europeu com o Inter Milão, sob o comando de José Mourinho, teve ainda passagens pelo futebol turco e dos Emirados Árabes Unidos, além da transferência inicial dos leões para o FC Barcelona em 2003.

Quaresma frisou tratar-se da “vida de cada um”, em relação ao astro português e seu companheiro de formação no Sporting, Cristiano Ronaldo, que também tem estado neste defeso com o futuro incerto, apesar de contratualmente ligado ao Manchester United.

“O Cristiano tem idade suficiente para saber aquilo que quer e não quer. Cabe ao Cristiano decidir o que é melhor para ele”, concluiu.

No principal campeonato português, que começa sexta-feira, Ricardo Quaresma vê o campeão, FC Porto, do qual é adepto confesso, como o principal favorito em virtude do trabalho desenvolvido “há cinco anos” pelo mesmo técnico, Sérgio Conceição.