Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Paulo Sérgio: “Até ao momento da expulsão, o Sporting não tem uma grande ocasião de golo”

O treinador do Portimonense queixou-se aos microfones da Sport TV do primeiro cartão amarelo dado a Pedro Sá, que acabou expulso. E, de acordo com Paulo Sérgio, a expulsão seria determinante

Tribuna Expresso

Gualter Fatia

Partilhar

Primeira parte

“Até ao momento da expulsão, o Sporting não tem uma grande ocasião de golo. Tem domínio, tem a bola porque nós lha demos, porque optámos por defender mais baixo e trabalhar dois ou três movimentos que trabalhámos para surpreender o Sporting no espaço nas costas. Com a expulsão é muito difícil, o Sporting tem muita qualidade. Com 11 é difícil, com 10 é uma tarefa hercúlea. Chega a um momento em que o erro aparece, começamos a cometer erros. Com 10 começa a faltar o oxigénio. Mas a equipa teve um comportamento exemplar”

Expulsão

“Desagrada-me a forma como o Pedro [Sá] recebe o primeiro cartão amarelo. Ele é capitão de equipa, foi falar com o árbitro num lance em que o Paulinho, que acaba por fazer os três golos, agride o Willyam, já sem bola. Ele não teve sequer tempo para falar, quando chegou levou logo amarelo. Falei com o árbitro, para mim fez um excelente trabalho, menos neste lance que foi determinante. Quando teve a necessidade de fazer uma falta tática, tornou a nossa tarefa muito difícil”

Casos de covid-19 antes do jogo

“Tivemos de nos adaptar, dar a oportunidade a outros e como viram saíram-se muito bem”

O futuro do Portimonense

“Este Portimonense tem de continuar até aqui, a saber os passos que está a dar e o caminho é muito longo. A 2.ª volta vai ser muito difícil na luta pelos pontos e a nossa equipa é muito jovem. Portanto muita humildade, nada de deslumbramento. Satisfeitos porque se trabalha melhor nas vitórias mas muita humildade até final do campeonato”