Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Belenenses SAD - Benfica não será repetido: proposta não foi sequer admitida na AG da Liga

Proposta da Belenenses SAD nem sequer foi admitida para discussão em Assembleia Geral da Liga. Só o Sporting votou ao lado do clube. Na mesma reunião foi aprovada a proposta que passa a determinar que um jogo deve ser adiado sempre que um clube não tenha um mínimo de 13 jogadores para iniciar uma partida

Lídia Paralta Gomes

ANTONIO COTRIM/EPA

Partilhar

O Belenenses SAD - Benfica não será repetido depois da proposta do primeiro clube não ter sido sequer admitida na Assembleia Geral da Liga, que se realizou esta manhã no Porto.

Na mesma reunião foi aprovada a proposta que passa a determinar que um jogo deve ser adiado sempre que um clube não tenha um mínimo de 13 jogadores (um dos quais guarda-redes) para iniciar uma partida.

A proposta do Belenenses SAD, que pretendia a repetição do jogo com o Benfica, que terminou pouco depois do início da 2.ª parte, depois da equipa ter entrado no Jamor com apenas nove elementos, na sequência de um surto de covid-19, morreu ainda antes de ser votada. De acordo com Rui Pedro Soares, CEO da Belenenses SAD, a direção da Liga juntou um parecer jurídico que defendia que a proposta era ilegal, "pelo efeito de retroatividade", pelo que nem sequer foi discutida e votada.

"A proposta seria ilegal e como tal não deveria ser apresentada. Não chegou sequer a ser discutida", disse o líder do clube. Votado foi sim se a proposta da Belenenses SAD deveria ser admitida à Assembleia Geral. Rui Pedro Soares diz que "pela primeira vez" desde que participa nas reuniões da Liga, há 10 anos, que foi proposto à assembleia "se uma proposta deveria ser admitida ou não", com a maioria a votar contra a admissão. O líder da Belenenses SAD não avançou quem foram os clubes que votaram a favor da admissão da proposta, mas a Tribuna Expresso sabe que o Sporting votou ao lado da Belenenses SAD, com o SC Braga e a Académica a absterem-se.

Luta não termina

Rui Pedro Soares admite que o clube possa dar novos passos para que o jogo não seja homologado.

“Nós tudo fizemos e tudo vamos continuar a fazer para que aquele jogo seja repetido”, sublinhando que para a Belenenses SAD "é ilegal que regulamentos diferentes possam ser aplicados a casos diferentes", referindo a mudança de regras aprovada na mesma Assembleia Geral. "Hoje mudámos os regulamentos a meio de um campeonato", sublinhou.

O CEO da Belenenses SAD diz que "os próximos passos serão oportunamente anunciados".