Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

O Manchester United voltou a reunir o plantel, mas Cristiano Ronaldo não compareceu “por motivos familiares”

Num momento em que parece estar mais perto da porta de saída do que de regresso ao Manchester United, o português falhou o primeiro dia de treinos depois das férias de verão

Rita Meireles

Catherine Ivill

Partilhar

Cristiano Ronaldo deveria ter regressado esta segunda-feira aos treinos em Manchester, assim como todos os outros jogadores que estiveram envolvidos nos jogos das suas seleções após o final da época da Premier League. Mas isso não aconteceu por "motivos familiares", escreveu o clube numa nota no site oficial, numa altura de crescente incerteza sobre o seu futuro.

Ao longo do fim de semana, surgiu a notícia que dá conta da vontade do português de deixar o Manchester United. A decisão estará relacionada com a frustração com que vê a falta de ambição do clube no mercado de transferência deste verão. O jogador de 37 anos também não quer estar uma época sem jogar a Liga dos Campeões.

Até ao momento, Chelsea e Bayern são os nomes mais apontados como possíveis destinos do capitão português. Possibilidades nada fáceis de concretizar, visto que o Manchester United continua a dizer que Ronaldo não está à venda. Da parte do clube, o objetivo é nem sequer ler as propostas que possam chegar.

Este é o primeiro grande desafio que o novo treinador Erik ten Hag encontra, não sabendo ainda se vai contar ou não com Ronaldo. O que se sabe é que a sua chegada em nada influenciou a decisão do jogador, que viu a contratação com bons olhos: "Ele fez um trabalho fantástico no Ajax, é um treinador experiente, mas precisamos de lhe dar tempo. As coisas terão de mudar da forma que o treinador quiser, espero que tenhamos sucesso. Desejo-lhe o melhor, estamos felizes e ansiosos, não só os jogadores, mas também os adeptos. Vamos acreditar que no próximo ano vamos ganhar troféus", disse.

Enquanto esta situação não se resolve, outras parecem estar encaminhadas. As primeiras contratações do United este verão já estão a caminho. Tyrell Malacia, até aqui jogador do Feyenoord, esteve esta segunda-feira em Carrington, onde está instalado o centro de treinos do clube, para realizar a segunda parte dos seus exames médicos. Esta segunda-feira foi também divulgado que Christian Eriksen terá chegado a um acordo verbal com o United.