Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Lukaku regressou ao Chelsea, mas não está feliz e diz que um dia vai “voltar ao Inter”. Thomas Tuchel não gostou nem um bocadinho

Numa entrevista à Sky Sports Italia, o avançado belga disse não estar feliz no Chelsea, principalmente depois do treinador mudar o sistema de jogo. E sublinhou que espera "do fundo do coração" voltar um dia a vestir a camisola do Inter. Tuchel não mediu as palavras e na resposta diz que as declarações de Lukaku trazem "um ruido" que o clube, que está num dos momentos mais complicados da época, "não necessita"

Lídia Paralta Gomes

Darren Walsh/Getty

Partilhar

Caldo entornado no Chelsea para terminar 2021. Para lá da diferença para o Manchester City, já de oito pontos, de um surto de covid-19 e de várias lesões, a equipa de Londres tem agora de lidar com as declarações da sua contratação mais cara da história.

Romelu Lukaku regressou ao Chelsea esta temporada por uma cifra recorde de 115 milhões de euros, depois de ajudar o Inter Milão a recuperar o título italiano. Agora, quatro meses depois, o avançado belga parece arrependido.

“Fisicamente estou bem, mas não estou feliz com a situação no Chelsea. Tuchel optou por jogar com outro sistema. Mas sou profissional e não posso desistir agora”, disse o jogador em entrevista à Sky Sports Italia.

Mais preocupante para os adeptos do Chelsea é que Lukaku parece continuar com a cabeça em Itália, sublinhando na entrevista que sabe que um dia vai regressar ao Inter, onde marcou 64 golos em duas temporadas de grande nível.

“Espero do fundo do meu coração voltar ao Inter. E não no final da minha carreira, quero voltar no topo, para ganharmos mais títulos juntos”, frisou o avançado, que aproveitou a entrevista para se declarar “um apaixonado por Itália” e para pedir desculpas aos adeptos do Inter pela forma como deixou o clube.

DeFodi Images

A entrevista, naturalmente, teve eco em Inglaterra e já esta sexta-feira Thomas Tuchel, o seu treinador no Chelsea, não teve meias palavras: não está nada satisfeito com o que leu, numa altura particularmente complicada para o atual campeão europeu.

Quando questionado em conferência de imprensa pelas declarações de Lukaku, o técnico alemão não fugiu: “Sinceramente, não gostei nada. Trazem ruído que não necessitamos”.

Tuchel pareceu apanhado de surpresa pelas palavras de Lukaku, até porque, diz, elas “não refletem a sua atitude no dia a dia em Cobham”, o centro de treinos da equipa.

“Não queremos falar muito mais do assunto. Falaremos com Lukaku cá dentro. Surpreende-me porque não o vejo infeliz”, disse ainda o treinador, lembrando que “é fácil tirar declarações do contexto e fazer manchetes com elas”.

“Vamos discutir para tentar perceber o que se passa”, fechou Tuchel.

Os primeiros meses de Lukaku no regresso a Londres não têm sido repletos de sucesso, com vários problemas físicos e apenas oito jogos na Premier League, onde ainda assim marcou cinco golos.