Tribuna Expresso

Perfil

Futebol feminino

Ainda nem se jogaram as meias-finais e o Euro 2022 já bate recordes: mais de 164 milhões acompanharam jogos na televisão

Também o número de adeptos que foram aos estádios ver jogos da competição já é superior ao registado em todo o Euro 2017, nos Países Baixos, cifra ultrapassada ainda a meio da fase de grupos. Aumentaram também as interações nas redes sociais, com destaque para o TikTok

Lídia Paralta Gomes

Daniela Porcelli/ISI Photos/Getty

Partilhar

O Europeu feminino de 2022 tem sido um torneio feito de recordes. Ainda durante a fase de grupos, os números de adeptos que compraram bilhete e se dirigiram aos estádios da competição já tinham ultrapassado o número total do Europeu dos Países Baixos, em 2017. Foi no França-Bélgica que se chegou aos 248,075 adeptos no agregado dos 16 jogos então disputados, mais dos 239,902 que estiveram nos estádios neerlandeses.

Mas não é só no país anfitrião que o efeito do crescimento do futebol feminino se está a sentir. Novos dados publicados esta terça-feira pela UEFA mostram que também as audiências televisivas estão a bater os números de há cinco anos. A poucas horas de se jogar a primeira meia-final do torneio, já é um facto que este é o Europeu mais visto da história, uma barreira batida ainda nos quartos de final do torneio, quando se ultrapassaram os 164 milhões de audiência dos Países Baixos 2017.

Esse número ficou para trás durante o encontro entre Inglaterra e Espanha, que chegou a impressionantes números de audiência televisiva em ambos os países. Mais de 7,5 milhões de britânicos chegaram a ter a sua televisão no encontro, enquanto em Espanha o prolongamento conseguiu agarrar 3 milhões de espectadores, com uma média de 2,4 milhões durante todo o jogo.

A UEFA sublinha ainda o enorme crescimento entre os “espectadores neutrais”, ou seja, aqueles que viram os jogos sem seguir particularmente uma das equipas em ação. Durante a fase de grupos, 54% dos espectadores tinham essas características e apenas 46% apoiavam uma das seleções. De acordo com o organismo, estes dados mostram que o Euro feminino está a ganhar “um maior interesse do público em geral”.

“Estes números excecionais de audiência de televisão mostram o quão atraente é este torneio e também o grande desenvolvimento do futebol feminino nos últimos anos. Estamos a agarrar mais adeptos neutrais e a assistir a um grande crescimento, com esta edição do Euro a bater recordes de audiência na TV”, diz Guy-Laurent Epstein, diretor de marketing da UEFA.

Também nas redes sociais o interesse é maior do que nunca. A UEFA conta um total de 152,4 milhões de interações durante a fase de grupos. Curiosamente, é no TikTok que o torneio tem gerado mais conteúdo (39,7%) seguido do Instagram (26,1%) e do Twitter (19,1%). Só durante o Inglaterra - Áustria, jogo que abriu o Europeu, mais de 11,5 milhões de interações nas redes sociais foram registradas.