Tribuna Expresso

Perfil

Futebol feminino

Vivianne Miedema, estrela da seleção dos Países Baixos, testa positivo à covid-19 e falha jogo contra Portugal

É uma das maiores esperanças dos adeptos dos Países Baixos para este Europeu, mas não vai defrontar Portugal. A estrela do Arsenal testou positivo à covid-19 e vai permanecer em isolamento até receber um resultado negativo

Rita Meireles

DeFodi Images

Partilhar

A equipa de futebol feminino dos Países Baixos não tem passado pelo melhor período da sua história. O grupo que há cinco anos só parou quando levantou o troféu na final do Europeu tem enfrentado algumas derrotas duras, como o 5-1 frente a Inglaterra antes do início do Euro 2022. As vitórias também surgiram, mas a treinadora não viu a equipa jogar da forma que queria, principalmente a nível defensivo.

No entanto, existe um fator que continua a dar algum favoritismo às atuais campeãs da Europa: a qualidade das jogadoras. Principalmente a qualidade de Vivianne Miedema. O problema: por enquanto, Miedema não está.

É uma das jogadoras mais importantes da equipa, com 94 golos em 111 jogos pela seleção, o que faz dela a melhor marcadora do país, contando com a equipa feminina e a masculina, mas testou positivo à covid-19 esta terça-feira e vai falhar o jogo contra Portugal (quarta-feira, 20h, RTP1).

Miedema é considerada uma veterana na seleção, apesar de ter apenas 25 anos, uma vez que fez a sua estreia com 17 anos. “No momento em que cheguei ao estágio, puseram-me numa pequena sala para fazer os trabalhos de casa. Quando acabasse, iria sentar-me à mesa de jantar com jogadoras que eram pelo menos 10 anos mais velhas do que eu", recordou ao “The Guardian”.

Ao longo dos anos, a jogadora passou de alguém que não conseguia disfarçar o descontentamento sempre que as coisas não lhe corriam bem, para a líder da equipa. Dentro e fora das quatro linhas. Miedema foi uma das jogadoras que deu a cara pela luta da seleção dos Países Baixos pela igualdade salarial entre mulheres e homens quando se trata de ações promocionais. No mês passado, as jogadoras e a federação chegaram a um acordo.

Mas não é só nos Países Baixos que iedema é uma estrela. Em Inglaterra, país onde está a decorrer o Euro 2022, o estatuto de Miedema é ainda maior do que no seu país de origem. "As pessoas de lá devem estar cansadas de ver a minha cara porque está em todo o lado", disse aos jornalistas depois de um treino. A jogadora assinou recentemente um novo contrato no Arsenal, onde joga há cinco anos e vai permanecer por, pelo menos, mais dois. Segundo a própria, este novo contrato faz dela a “jogadora mais bem paga" da liga de futebol feminino inglesa.

O facto de falhar o jogo contra Portugal pode aumentar a oportunidade de a seleção nacional de tentar chegar à primeira vitória no Europeu. No primeiro jogo, frente à Suíça, a seleção conseguiu um empate por 2-2, com uma boa segunda parte e oportunidades para chegar à vantagem, ainda que não tenham sido bem sucedidas.