Tribuna Expresso

Perfil

Futebol feminino

Francisco Neto: “Temos dito que queríamos que os portugueses desfrutassem de nos verem a jogar, tenho a certeza absoluta que o fizeram hoje”

O selecionador nacional era um homem cheio de "orgulho" das futebolistas que orienta depois da estreia contra a Suíça, no Campeonato da Europa, jogado em Inglaterra. "A sair daqui algum vencedor só podia ser Portugal"

Expresso

NurPhoto

Partilhar

Estreia no Europeu

“Primeiro, estou muito orgulhoso. Temos dito que queríamos que os portugueses desfrutassem de nos verem a jogar, tenho a certeza absoluta que o fizeram hoje. Tirando os primeiros 20 minutos, Portugal assumiu o jogo a partir daí, teve as melhores oportunidades, marcou dois golos, podíamos ter marcado mais. Tive muito prazer. Disse às jogadoras, no final, que tenho muito orgulho, independentemente do resultado, desta atitude e compromisso, com este nível de organização, especialmente na segunda parte. Fazem de mim um treinador muito orgulhoso.”

Qual foi a mensagem ao intervalo?

“De tranquilidade. Sentimos, no fim da primeira parte, que estávamos por cima, a dominar, que estávamos bem, que assim que fizéssemos o golo elas iam tremer e que íamos conseguir estar por cima. Foi o que aconteceu. Paulatinamente fomos crescendo, assim que apareceu o golo a nossa preponderância ofensiva foi maior. A sair daqui algum vencedor só podia ser Portugal.”

Aqueles primeiros 5 minutos

“As coisas poderiam ter-se tornado diferentes, mas o jogo tem estas casualidades. Nas duas primeiras vezes que a Suíça foi à nossa baliza acaba por fazer os dois golos. Não fomos competentes o suficiente para impedir isso, mas, independentemente disso, Portugal foi superior no jogo.”