Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

João de Deus confirma reunião “autorizada” de Jesus com o Flamengo, mas garante: “O mister não pode e não quer abandonar o Benfica”

Na conferência de antevisão do duelo dos oitavos de final da Taça de Portugal contra o FC Porto (quinta feira, 23, 20h45, Sport TV 1), o treinador adjunto do Benfica falou sobre as notícias que têm ligado o futuro do técnico principal das águias a um regresso ao Brasil. João de Deus vincou que "há um contrato para cumprir", continuando a ser a vontade de Jesus "ganhar títulos" na Luz e assegurou que "o foco" não se irá desviar do objetivo de "ir ao Dragão qualificar a equipa para os quartos" da Taça

Tribuna Expresso

Gualter Fatia

Partilhar

Notícias sobre interesse do Flamengo em Jorge Jesus

“Você sabem que eu estou aqui hoje porque, infelizmente, o nosso treinador foi castigado e não pode estar aqui, caso contrário teria todo o gosto em responder. Em relação às notícias que têm vindo a público, eu tenho falado muito com o mister, como é habitual, e quero-vos dizer, sem dúvida nenhuma, o seguinte: é verdade que ontem houve um encontro do mister com os nossos amigos da Flamengo, devidamente autorizado pelo Sport Lisboa e Benfica e com o conhecimento do presidente Rui Costa, no qual o mister disse que não pode e não quer, neste momento, abandonar o Benfica. Há um contrato para cumprir, ele quer cumprir e ganhar títulos no Sport Lisboa e Benfica, que foi esse o propósito que nos fez a todos vir para Portugal novamente. Esse propósito mantém-se inalterado, e cada vez com mais convicção. Isto que fique bem claro para, de uma vez por todas, se acabarem com as dúvidas.

Sei que vocês podem dizer que isso é o João que está a dizer, não é o mister Jorge Jesus, mas eu estou-vos a dizer que esta mensagem foi-me transmitida pelo mister Jorge Jesus, há bem pouco tempo, na presença do diretor geral Rui Pedro Braz e do presidente Rui Costa. Esta é uma mensagem fidedigna. Posto isto, parece-me que acabaram as dúvidas quanto a este tema. Quero-vos dizer só mais o seguinte: tudo o que se tem falado não nos desvia do que queremos, que é vencer títulos no Benfica. Estamos envolvidos em quatro competições e queremos vencer títulos no Benfica, a começar já amanhã. De certeza absoluta que todas estas notícias não vão desviar o foco da equipa do Benfica, que tem o intuito de ir ao Dragão qualificar a equipa para os quartos de final da Taça de Portugal"

Antevisão ao jogo

“Vai ser um jogo de grau de dificuldade muito elevado. Nós conhecemos bem o FC Porto. Tem uma equipa que, do ponto de vista das dinâmicas coletivas e individuais, é muito forte, vai-nos obrigar a uma atenção permanente durante o jogo. Mas nós também temos as nossas armas e queremos impor o nosso jogo, dentro da estratégia que o mister planeou"

Espera jogo aberto que favoreça transições do Benfica?

“É provável que seja um jogo mais aberto, porque tem de haver uma decisão, portanto é normal que o jogo seja mais dividido. Ambas as equipas vão tentar vencer o jogo. Mas não acho que o Benfica seja uma equipa superior em termos de transição, porque o FC Porto também é uma equipa muito forte no contra-golpe e nós estamos alerta para isso. Queremos ser uma equipa capaz de sobrepor as nossas virtudes e diminuir as nossas dificuldades"

Ausência dos dois treinadores principais no jogo

“Para o bem do futebol, este tipo de situações não deveria acontecer. Tanto o mister Jorge Jesus como o mister Sérgio Conceição deveriam estar no jogo, porque isso iria trazer mais espectáculo e mais encanto. Eu e o meu colega, o que tentamos fazer é, de forma quase indirecta, colocar em prática o que os treinadores principais foram trabalhando, ao longo destes dias. O que seria interessante e aceitável era que quem toma as decisões estivesse ao comando da equipa"

Há possibilidade de voltar ao Flamengo quando terminar contrato?

“Eu não posso fazer futurologia. O que eu lhe posso dizer, que é o que eu sinto e o que posso controlar, é que, enquanto o mister Jorge Jesus assim o entender, eu irei sempre trabalhar com ele"

Possibilidade de o FC Porto mudar estratégia habitual

“Nós estamos preparados para tudo o que possa acontecer. O mister Jorge Jesus vai ao mais ínfimo detalhe na preparação dos jogos e este não fugiu à regra. Isso leva a que nós estejamos mais confortáveis para dar respostas em função do que aconteça no jogo. Estaremos preparados"

Momento de Luis Díaz

“Seja o André Almeida ou qualquer outro colega que jogue e tenha um confronto mais direto com o Díaz, certamente que vai ser um bom duelo, empolgante e equilibrado, e nós esperamos que penda para o nosso lado"