Perfil

Ténis

O suave passeio de Novak Djokovic até aos quartos de final do Open da Austrália

Sérvio bateu Alex de Minaur, 24.º do ranking ATP, em três rápidos sets (6-2, 6-1 e 6-2), não mostrando sinais da lesão na coxa esquerda que o tem apoquentado em Melbourne

Lusa e Expresso

MANAN VATSYAYANA/Getty

Partilhar

O tenista sérvio Novak Djokovic avançou esta segunda-feira para os quartos de final do Open da Austrália, ao vencer o local Alex de Minaur, em três sets, e continua na luta para igualar o recorde de títulos em torneios do Grand Slam.

O quinto jogador mundial impôs-se facilmente ao australiano, 24.º do ranking ATP, com os parciais de 6-2, 6-1 e 6-2, em duas horas e seis minutos, e marcou encontro nos quartos de final do primeiro major da temporada com o russo Andrey Rublev.

Recordista de títulos em Melbourne Park (nove), Djokovic, de 35 anos, continua na rota para igualar o recorde de 22 vitórias em torneios do Grand Slam do espanhol Rafael Nadal, o campeão em título que foi afastado na segunda ronda.

A contas com uma lesão na coxa esquerda, Djokovic foi cauteloso na hora de festejar uma vitória concludente frente a um jogador da casa. “Não quero celebrar demasiado cedo, ainda estou no torneio”, sublinhou. “Senti-me muito bem no primeiro encontro, no segundo não tão bem e por isso sei que tudo pode mudar muito rapidamente. Não tomo nada como garantido”, explicou ainda.

Djokovic revelou ainda no final do encontro que frente a De Minaur não se ressentiu do problema físico. “Não senti nada hoje. Foi fantástico”, disse, explicando estar satiafeito com a forma se apresentou nesta 4.ª ronda.

“Estou muito contente com a forma como joguei, como me movimentei, a forma como bati na bola”, apontou. “Mantive o foco e joguei a minha melhor partida deste ano até agora”, atirou ainda o sérvio, em busca do décimo título em Melbourne.