Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Sturridge prometeu recompensa a quem lhe encontrasse o cão. Não o fez e agora o tribunal condenou-o a pagar 30 mil dólares

O internacional inglês Daniel Sturridge ficou sem o cão num assalto a sua casa, em 2019. O futebolista prometeu uma recompensa a quem encontrasse o animal, mas o homem que o encontrou não recebeu qualquer valor compensatório e levou o caso a tribunal. Sturridge terá agora de pagar um valor avultado como indemnização

Tribuna Expresso

Daniel Sturridge nos seus tempos de futebol turco

Anadolu Agency

Partilhar

Daniel Sturridge, antigo jogador de Manchester City, Chelsea ou Liverpool, atualmente no Perth Glory, da Austrália, ficou sem o cão durante um assalto à casa que mantém em Los Angeles, em 2019. Desesperado por recuperar o animal, o internacional inglês gravou um vídeo onde prometeu uma recompensa a quem o encontrasse. Um homem fê-lo e entregou o cão ao dono, que nunca recompensou o benemérito.

Na altura, após ter publicado um vídeo em que dizia que a sua casa tinha sido assaltada, Sturridge assegurou que estava disposto a pagar “qualquer valor” a quem encontrasse e lhe devolvesse o cão. Apesar de nunca ter especificado a quantia e, mais importante, a moeda, Sturridge esqueceu-se de que estava nos Estados Unidos da América, onde o dinheiro, tenha ele “qualquer valor”, é levado muito a sério.

De acordo com o “New York Times”, pouco depois de ter publicado o vídeo, Daniel Sturridge foi contactado por Foster Washington, que lhe devolveu o cão. Segundo os registos do tribunal, o homem de 30 anos nunca recebeu qualquer valor. No passado mês de março, Washington processou o jogador por “quebra de contrato”. O juiz Curtis A. Kin, do Tribunal de Los Angeles, decretou que Sturridge terá de compensar Foster Washington em 30 mil dólares (cerca de 26 mil euros) por danos morais.

Este fim de semana, no Twitter, o avançado inglês sublinhou que na altura dos acontecimentos encontrou-se "com um jovem que tinha encontrado o cão", a quem pagou uma recompensa. "Com que ele ficou muito satisfeito, tal como eu estava por ter o meu cão de novo, depois deste ter sido roubado", escreveu. A história é contada de forma diferente por Foster Washington: "Disse-lhe 'Olha, e a recompensa?'. E ele respondeu: 'Não há recompensa'", escreve o "New York Times".

A polícia confirmou que Washington não é suspeito do assalto à casa do jogador.