Perfil

FC Porto

Sérgio Conceição: “O campeonato é longo. Não é o campeonato da azia, porque se fosse eu ganhava a taça de certeza absoluta”

Após a vitória por 3-0 em casa frente ao Sporting, o treinador do FC Porto ressalvou a estratégia da sua equipa e na flash da Sport TV deixou ainda um recado em resposta a declarações de Rúben Amorim antes do jogo. E apesar dos pontos perdido, Conceição não tira o Sporting da luta

Expresso

MANUEL FERNANDO ARAUJO/LUSA

Partilhar

Pressão na 1.ª parte

“O jogo estava estrategicamente preparado dessa forma. Com bola tentámos aproveitar algumas das fragilidades do Sporting. Conseguimos ser muito pressionantes, nisso fomos muito inteligentes. Quando fizemos o golo o Sporting já tinha uma bola no poste mas não os deixámos sair com perigo, com jogadores muito móveis na frente. A acabar a 1.ª parte, já na frente, houve situações em que quisemos lançar rápido, com o empolgamento do público, levamos com um ataque rápido do Sporting de onde surgiu uma ocasião e depois no canto outra ocasião”

2.ª parte

“Estrategicamente demos algum terreno ao Sporting na sua primeira fase de construção e nos momentos importantes do jogo marcámos. O Diogo Costa esteve bem em duas ou três ocasiões, mas está lá para isso, para defender. O campeonato é longo. Não é o campeonato da azia, porque se fosse eu ganhava a taça de certeza absoluta. E fico contente por o Taremi estar fora dos dois penáltis e se calhar de mais um ou outro que ficaram por assinalar. Solidariedade para com o Taremi que é visto sempre nesse sentido e um abraço pelo esforço que fez hoje, dando sempre o máximo. No golo do Evanilson ficou com uma mazela que não era fácil, mas ele quis sempre continuar”

Pêpê e médios amarelados do Sporting

“Já na primeira parte o Pêpê tinha jogado naquela zona, mas forçámos mais na 2.ª parte, por isso. Mas nós não somos matreiros, jogamos limpos. O Ugarte faz uma falta sobre o Pêpê e ele não cai e continua, porque se tivesse caído era o segundo amarelo do Ugarte. Isso só diz da seriedade dos jogadores, quiseram ganhar no campo, mas penso que as duas equipas estiveram muito bem nesse sentido. Um jogo de nível Champions, com duas excelentes equipas, dois excelentes plantéis, muito bem treinados, acho que o futebol fica a ganhar hoje”

Cinco pontos de atraso do Sporting

“Não me dá conforto porque eu conheço os rivais, quem está do outro lado. Na semana passada ganhámos ao Vizela num resultado que se calhar não foi o mais justo. Hoje é um resultado justo, mas eu conheço o Rúben e a sua equipa técnica e os jogadores do Sporting e o clube em si. É uma maratona, temos de ter essa humildade de espírito, que é a base para conseguirmos coisas boas”