Tribuna Expresso

Perfil

NBA

Slava Medvedenko vai leiloar os anéis de campeão da NBA que venceu com os Los Angeles Lakers para ajudar as crianças ucranianas

Já esteve no campo de batalha, afastado da família e consciente de que poderia morrer. E não se cansa de lutar. A guerra continua e Slava Medvedenko, antigo jogador da NBA, quer agora juntar dinheiro para investir na restauração das infraestruturas desportivas das escolas ucranianas

Rita Meireles

Stephen Dunn

Partilhar

Numa floresta negra, sob o céu noturno de Kiev. A vigiar o local com um par de binóculos, acompanhado por uma AK-47. Foi assim que o “The Athletic” descreveu a rotina de Slava Medvedenko nos dias que se seguiram à invasão russa na Ucrânia. O ex-basquetebolista tem 43 anos e por isso respondeu às ordens do seu governo e ficou no país para lutar por ele.

Cinco meses depois, ainda não desistiu de ajudar. Desta vez decidiu vender os dois anéis de campeão da NBA que venceu ao serviço dos Los Angeles Lakers, em 2001 e 2002, ao lado de jogadores como Kobe Bryant e Shaquille O'Neal.

A empresa SCP Auctions vai doar a totalidade do preço da venda final de ambos os anéis à Medvedenko's Fly High Foundation. O objetivo passa por conseguir dar apoio a crianças ucranianas, restaurar as infraestruturas desportivas das escolas do país e lançar uma rede social de clubes.

"Queremos restaurar os ginásios porque o exército russo bombardeou mais de uma centena de escolas", disse à Associated Press no passado domingo. "O nosso país precisa de muito dinheiro para arranjar as escolas. Os ginásios desportivos vão ser os últimos na fila para serem reparados. Na Ucrânia, temos o inverno e as crianças precisam de brincar lá dentro".

A decisão de vender os anéis surgiu após ter ido ao telhado de um dos edifícios mais altos do seu bairro em Kiev e ter visto os rockets lançados pelas forças russas no céu durante a noite.

"Nesse momento decidi: 'Porque preciso destes anéis se estão apenas parados no meu cofre?'. Reconheci que posso morrer. Depois disso, soube que tinha de os vender para mostrar liderança às pessoas, para ajudar o meu povo ucraniano a viver melhor, para ajudar as crianças".

O leilão terá início esta quarta-feira e vai durar até 5 de agosto. Segundo a ESPN, a empresa Laguna Niguel, com sede na Califórnia, estima que a venda de ambos os anéis irá angariar pelo menos 100 mil dólares.

Neste momento o ex-basquetebolista vive na capital ucraniana com a mulher e os três filhos. "Temos alertas aéreos quase todos os dias, por vezes são três ou quatro vezes por dia. As crianças estão tão habituadas a isso... Eles brincam no nosso quintal. Nem sequer deixam de brincar, estão habituados a isso", continuou.

A sua carreira na NBA chegou ao fim em 2007, altura em que iniciou uma carreira política na Ucrânia. Medvedenko foi candidato à Câmara Municipal de Kiev nas eleições de 2020. Foi 11.º na lista eleitoral e o seu partido só conseguiu ganhar nove lugares. Ainda assim, continua com grandes objetivos para ajudar o seu país. Agora, ainda mais.

"Após a vitória, voltaremos de certeza a essa questão das mudanças na qualidade no desporto. Em dez anos nos Estados Unidos, vi como funciona. Espero ter na minha mente o modelo ideal para mudar o desporto ucraniano", disse, sem perder a esperança no presente e no futuro.