Tribuna Expresso

Perfil

NBA

Eis LeBron, o senhor Natal: é o melhor marcador de sempre da NBA em jogos realizados numa única data

Ainda que os Los Angeles Lakers estejam a passar por uma fase mais difícil, com diversas derrotas no currículo, LeBron James continua a quebrar recordes. Desta vez ultrapassou os números de Kobe Bryant e Kareem Abdul-Jabbar. Mas não há sucesso que faça o ex-colega de equipa Iman Shumpert esquecer o dia em que o jogador trocou Cleveland por Miami

Rita Meireles

David Berding/Getty

Partilhar

Entre todos os jogadores da NBA que conseguiram participar nos jogos dos dias de Natal, houve um que teve uma época festiva um pouco mais especial. LeBron James tornou-se o melhor marcador da história do dia de Natal, ao chegar ao acumulado de 396 pontos, em 16 jogos, logo na primeira parte da partida que colocou frente a frente os Los Angeles Lakers e os Brooklyn Nets. O jogador precisava de 13 pontos para ultrapassar Kobe Bryant, que tinha estabelecido o recorde nos 395 pontos, em igual número de jogos.

O jogador mais próximo deste número, no ativo, é Kevin Durant, que deveria ter marcado presença no mesmo jogo, mas ficou de fora por estar inserido nos protocolos de segurança contra a covid-19 da NBA. O jogador encontra-se no quinto lugar desta lista, com 299 pontos marcados.

Mas James não ficou por aqui.

No final do passado domingo, o jogador dos Lakers tinha já conseguido aumentar a diferença de pontos para Bryant. No total, foram 422 pontos, que o levaram a superar o recorde de Kareem Abdul-Jabbar relativo ao maior número de pontos marcados numa única data da história da NBA. Abdul-Jabbar marcou 413 pontos ao longo de diversos dias 26 de dezembro.

Mas todos estes pontos foram insuficientes para garantir a vitória dos Lakers, que acabaram derrotados pelos Nets por 122-115. Em 34 jogos, a equipa conta com 16 vitórias e 18 derrotas, que os coloca na sétima posição da conferêncoa Oeste.

Se, por um lado, James escreveu mais uma página da história da NBA, por outro há quem considere que o seu papel na história da liga pode não ter sido assim tão positivo. É que o nome do jogador foi recentemente notícia por causa das declarações do antigo colega de equipa nos Cleveland Cavaliers, Iman Shumpert.

Mitchell Leff

O debate já é antigo, mas Shumpert regressou ao tema durante a sua recente participação no podcast ‘The Bootleg Kev Show’, quando comentou a saída de James da equipa de Cleveland para se juntar a Dwayne Wade e Chris Bosh nos Miami Heat. Depois desta mudança, os Heat venceram dois campeonatos da NBA consecutivos.

Quando questionado sobre se a transferência de Kevin Durant para os Golden State Warriors arruinou o basquetebol, o jogador negou e atirou as culpas para o ex-colega de equipa. Para Shumpert, James fê-lo simplesmente porque queria vencer mais campeonatos.

“Não foi o KD [Kevin Durant], foi o LeBron quando decidiu ir para Miami. O LeBron sabe que arruinou o basquetebol. Ele pensava que estava a tornar as coisas melhores. Para mim, pessoalmente, eu amava a NBA pela lealdade que pensava que havia, mas o LeBron basicamente ‘quebrou o código’ e acabou com isso”, explicou o jogador.

James acabou por regressar, em 2016, aos Cavaliers e venceu o campeonato. Uma final que poucos adeptos da modalidade conseguiram esquecer até hoje.