Tribuna Expresso

Perfil

Mercado

Esta semana no mercado: Mikkel, a sombra de Eriksen está de regresso. Alexis e Guedes mudaram de palco

Mikkel Damsgaard é reforço do Brentford, que perdeu Christian Eriksen para o Manchester United. O jovem dinamarquês, que substituiu o 10 da Dinamarca no Euro 2020 depois do problema no coração, jogava na Sampdoria. Alexis Sánchez mudou-se para o Marselha e Gonçalo Guedes para o Wolves. O Palmeiras garantiu o concurso de Tabata, ex-Sporting. Às sextas-feiras, um resumo das últimas movimentações confirmadas do defeso, sejam novelas cujo desfecho há muito se aguardava, romances inesperados ou meros amores de verão peculiares

Hugo Tavares da Silva

Lars Ronbog

Partilhar

Foi um daqueles rapazes que maravilhou os embevecidos futeboleiros durante o Campeonato da Europa. Começou, sorrateiramente, no banco, discreta e pacientemente. Depois do episódio assombroso de Christian Eriksen, num Dinamarca-Finlândia, Mikkel Damsgaard foi chamado para substituir o mago dinamarquês.

Agora, passados estes meses todos, volta a acontecer. Depois de meio ano interessante no Brentford, Eriksen seguiu para o Manchester United de Erik ten Hag, afinal procurava-se a sabedoria de um bom passador e genial descobridor de espaços. E é aí que entra Damsgaard. O miúdo que fez um golaço à Rússia e também à Inglaterra, de livre direto, na semifinal do Europeu, foi o eleito para substituir talvez o futebolista mais importante daquele país desde Michael Laudrup.

“O Mikkel é, na minha opinião, outra clássica contratação do Brentford”, admitiu Thomas Frank, o treinador. “É um jovem jogador com um grande potencial para desenvolver mais. Sabemos que podemos ajudar o Mikkel a chegar ao nível mais alto, temos o staff com experiência a fazê-lo e estamos ansiosos para trabalhar com ele.”

E acrescentou: “O Mikkel é um jogador que mostrou coisas promissoras no Nordsjælland e na Sampdoria, assim como no Campeonato da Europa, no verão, onde fez um torneio fantástico pela Dinamarca. Teve azar com lesões no ano passado, mas vimos que ele é um futebolista extremamente talentoso, que consegue correr com a bola e movê-la. Tem noção do espaço à sua volta. Ele também quer jogar para a frente e pode fazê-lo passando ou driblando”.

O jogador dinarmaquês, que deverá jogar a “8” no 4-3-3 do Brentford, custou qualquer coisa como 12 milhões de euros.

O mercado internacional não se ficou por aí, pois claro. Gonçalo Guedes transformou-se em mais um lobo, juntando-se aos portugueses no Wolves, orientados por Bruno Laje, por cerca de 32 milhões de euros.

Jack Thomas - WWFC

Isco, ex-Real Madrid, vai tentar recuperar a magia no Sevilla de Julen Lopetegui. Já Mertens e Torreira reforçaram o Galatasaray, uma má notícia para Jorge Jesus, o treinador do Fenerbahçe. Já na Bundesliga celebrou-se o regresso de Timo Werner, ex-Chelsea. O grandíssimo avançado que sabe encontrar os espaços no ataque custou qualquer coisa como 20 milhões de euros.

O Lille de Paulo Fonseca perdeu Amadou Onana para o Everton, por 30 milhões de Euros. Ainda em França, o chileno Alexis Sánchez transferiu-se para o Marselha, sendo recebido por muitas tochas e gritos de admiração.

Na Argentina, Sergio Romero, o importante guarda-redes do futebol local, regressou ao país e assinou pelo Boca Juniors, que vai vivendo uma crise de identidade. A Juventus resgatou Filip Kostic ao Eintracht Frankfurt, o finalista derrotado da Supertaça Europeia.

Finalmente, Nikola Vlasic mudou-se do West Ham para o Torino e Pablo Marí, do Arsenal, transferiu-se para o surpreendente Monza, um clube que conta com os ex-cartolas do Milan Silvio Berlusconi e Adrian Galliani.

As mexidas por cá

Com o campeonato já a decorrer, o mercado português vai perdendo cada vez mais gás. O Benfica continua a ser associado a Ricardo Horta, que aparentemente se despediu dos adeptos a seguir ao Sp. Braga-Sporting. O clube de Lisboa, orientado por Rúben Amorim, perdeu Tabata para o Palmeiras de Abel Ferreira, que acaba de atingir as meias-finais da Copa Libertadores pelo terceiro ano consecutivo, perseguindo assim o tri.

Mais a norte, N'Dri Philippe Koff, um avançado que estava no Reims, assinou pelo Paços de Ferreira. O Vizela esteve particularmente ativo esta semana, com as contratações de Milutin Osmajic, ao Cádiz, e do guarda-redes Luiz Filipe, à B SAD. O Rio Ave de Luís Freire garantiu o concurso do extremo Hernâni, ex-Las Palmas e FC Porto.

  • Esta semana no mercado: venha a nós o diz que disse e o vai-não-vai
    Mercado

    Numa altura em que permanecem misteriosos os futuros de Cristiano Ronaldo e Bernardo Silva, o PSG anunciou Renato Sanches e Robert Lewandowski foi apresentado no Barcelona. Por cá, o FC Porto garantiu um dos talentos do campeonato e o Alverca, da Liga 3, recuperou um apelido mítico do nosso futebol. Às sextas-feiras, um resumo das últimas movimentações confirmadas do defeso, sejam novelas cujo desfecho há muito se aguardava, romances inesperados ou meros amores de verão peculiares

  • Esta semana no mercado: a incerteza em torno de Ronaldo, Veron para Conceição potenciar, chegadas apoteóticas e saídas discretas
    Mercado

    Ronaldo voltou esta semana a Manchester, mas as notícias sobre a sua saída do United continuam a centrar a atenção mediática. Em Portugal, os grandes dedicam-se à difícil tarefa de fazer emagrecer plantéis, enquanto Roma saúda a esperança de um novo imperador e várias jogadoras da seleção nacional rumam ao estrangeiro. Às sextas-feiras, um resumo das últimas movimentações confirmadas do defeso, sejam novelas cujo desfecho há muito se aguardava, romances inesperados ou meros amores de verão peculiares