Tribuna Expresso

Perfil

Liga dos Campeões

Dynamo Kiev ou Sturm Graz, um deles será o adversário do Benfica no play-off da Champions (mas ainda falta eliminar o Midtjylland)

Os lisboetas começam esta noite, no Estádio da Luz, a caminhada europeia, com a primeira mão da 3.ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões contra os dinamarqueses do Midtjylland. O play-off será contra Dynamo Kiev ou Sturm Graz

Hugo Tavares da Silva

Carlos Rodrigues

Partilhar

Ainda falta superar o Midtjylland, na 3.ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões, mas já se sabe quem será o próximo adversário do Benfica no play-off de acesso à fase de grupos: Dynamo Kiev ou Sturm Graz.

O sorteio mostrou mesmo o que muitos antecipavam, mais por assombro da inevitabilidade e adoração a tira-teimas picantes do que por outra coisa: o Fenerbahçe de Jorge Jesus estaria no caminho do Benfica. Mas o Dynamo Kiev de Mircea Lucescu não permitiu tais narrativas e superou os turcos, em Istambul, depois de um empate a zero em casa.

Os ucranianos terão pela frente os austríacos do Sturm Graz, que já iniciaram o campeonato, com um empate e uma vitória contra o poderoso Red Bull Salzburgo. O treinador é Christian Ilzer, de 44 anos, cujas ideias e trabalho desaguaram na segunda posição no campeonato, com a ajuda, entre outros, de Kelvin Yeboah, sobrinho de Tony Yeboah. O clube de Graz não compete na fase de grupos da Liga dos Campeões desde 2000/01, quando até ganhou o Grupo D contra Galatasaray, Rangers e Monaco. Na segunda fase de grupos, ficaram atrás de Valencia e Manchester United. Não ganham o título austríaco desde 2011.

Nesta derradeira fase preliminar do torneio entram em ação 10 equipas vitoriosas na 3.ª eliminatória, sendo que há dois caminhos diferentes (Champions path e League path), e ainda Copenhagen e Trabzonspor, até aqui isentos.

Na época passada, os lisboetas eliminaram o Spartak de Moscovo, na terceira pré-eliminatória, com um duplo 2-0. A seguir, no play-off, os futebolistas orientados por Jorge Jesus eliminaram o PSV então treinado por Roger Schmidt. Mas também há histórias desanimadoras no passado recente da memória benfiquista: na época anterior, em 2020/21, que marcou o regresso de Jesus à Luz, o PAOK de Abel Ferreira deixou os encarnados pelo caminho.

A equipa portuguesa começa esta noite, no Estádio da Luz, a caminhada europeia contra os dinamarqueses do Midtjylland (20h, BTv). "Quando jogamos um primeiro jogo em casa, temos de tirar o maior partido da primeira mão", explicou o alemão, na conferênca de imprensa de antevisão ao jogo, na segunda-feira.

E acrescentou: "O jogo decisivo será fora, será uma ligeira vantagem para o Midtjylland. Eles mudaram de treinador na semana passada, terão uma abordagem diferente. Jogaram já um jogo com o novo treinador, ele trouxe alguma nova energia ao clube, ganharam, estão confiantes. Claro que respeitamos muito esta equipa, é uma excelente equipa. Estamos prontos. Temos a confiança da pré-época, mas amanhã temos de mostrar a mesma coragem, atitude e energia que mostrámos nos jogos particulares".