Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Wolverhampton acusa adeptos do Farense de racismo e reporta caso à UEFA

No jogo de apresentação dos algarvios aos sócios, equipa inglesa denuncia existência de "insultos discriminatórios" a um dos seus jogadores

Lusa

Jack Thomas - WWFC/Getty

Partilhar

O Wolverhampton, equipa inglesa orientada pelo português Bruno Lage, acusou os adeptos do Farense de insultos racistas contra um futebolista e anunciou que vai reportar o caso à UEFA. O incidente decorreu num jogo particular entre ambos os conjuntos.

“Estamos muito desapontados por informar que um dos nossos jogadores foi alvo de insultos discriminatórios de adeptos adversários durante o jogo desta noite com o Farense”, informou o clube inglês, em nota publicada nas redes sociais, sem especificar o nome do atleta em causa.

Farense e Wolverhampton empataram 1-1, no jogo de apresentação da equipa da II Liga de futebol aos seus sócios. No Estádio de São Luís, Cristian Ponde marcou aos três minutos para os algarvios e Hwang, de penálti, empatou aos 56'.

A equipa da Premier League revelou ainda que vai reportar o incidente à UEFA, além de pedir ao clube de Faro e às autoridades relevantes que investiguem o caso.

“Estamos a dar todo o nosso apoio ao jogador envolvido. O racismo, em qualquer forma, é completamente inaceitável e nunca deve ser deixado sem resposta”, conclui a nota do Wolverhampton.