Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

A pouco mais de uma semana do primeiro jogo oficial da época, Pepa deixa o banco do V. Guimarães

Divórcio entre treinador e a SAD do clube vimaranense dá-se com a equipa já a preparar o embate com o Puskas Akadémia, em 21 de julho, a contar para a primeira mão da segunda pré-eliminatória da Liga Conferência Europa

Lusa

Octavio Passos/Getty

Partilhar

O treinador Pepa e a equipa técnica que o acompanha "foram afastados" do Vitória de Guimarães, anunciou o emblema minhoto, que disputa a I Liga portuguesa de futebol.

“O Vitória Sport Clube informa que o treinador Pepa e respetivos adjuntos foram afastados do comando técnico do plantel principal de futebol”, lê-se no comunicado divulgado no sítio oficial dos vitorianos, que não revelaram as razões para este desfecho.

O até agora treinador da equipa B vimaranense, Moreno Teixeira, vai assumir a formação principal com “efeitos imediatos e permanentes”, liderando-a no jogo de preparação com o Torreense, da II Liga, nesta quarta-feira, lê-se na mesma nota.

Pepa deixa o cargo a pouco mais de uma semana da estreia oficial do Vitória de Guimarães na temporada 2022/23, com a receção aos húngaros do Puskas Akadémia, em 21 de julho, a contar para a primeira mão da segunda pré-eliminatória da Liga Conferência Europa, marcada para as 20h30.

O treinador de 41 anos, natural de Torres Novas, ingressou no clube vimaranense em maio de 2021 e conduziu a equipa ao sexto lugar na I Liga portuguesa, que valeu o apuramento europeu, por via do triunfo do campeão FC Porto na Taça de Portugal.

Treinador desde 2007, quando assumiu as camadas jovens do Sacavenense, Pepa cumpriu três épocas nos escalões de formação do Benfica, antes de se estrear como treinador principal no futebol sénior em 2013, pela Sanjoanense.

Depois da ascensão à II Liga, para treinar o Feirense, na época 2015/16, o técnico estreou-se na divisão principal pelo Moreirense, em 2016/17, antes de passar pelo Tondela, entre 2016/17 e 2018/19, e pelo Paços de Ferreira, entre 2019/20 e 2020/21.

Com a saída de Pepa, saíram também os adjuntos Samuel Correia, Pedro Azevedo, Pedro Oliveira, João Ricardo Pinto e Hugo Silva.