Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Hulk explode após mais uma derrota do Atlético Mineiro: “Feijão com arroz, às vezes, é muito mais importante do que inventar a toda a hora”

O antigo avançado do FC Porto criticou duramente os colegas de balneário depois de o campeão Brasileiro em título ter perdido em casa com o Athletico Paranaense. Hulk pediu mais simplicidade e diz que “está na hora de ter vergonha na cara, mais maturidade e experiência”

Expresso

Pedro Vilela/Getty

Partilhar

Hulk, ex-goleador do FC Porto, é um dos protagonistas do Atlético Mineiro, campeão do Brasil em título, mas que está a passar por uma fase menos boa esta temporada. Depois de uma derrota caseira frente ao Athletico Paranaense, o internacional canarinho não poupou os companheiros de equipa e defendeu a sua exibição individual com unhas e dentes.

“Se sou mais forte a marcar golos, a lutar lá na frente, é o que tenho de fazer. Não vou lá atrás procurar a bola, porque senão vou complicar [o jogo]. Se a defesa é boa a defender, atirando a bola para a frente, é o que tem de fazer. Ou seja, fazer o simples,” disse Hulk, que recorreu à gastronomia para explicar a importância da simplicidade: “O feijão com arroz, às vezes, é muito mais importante do que inventar a toda a hora”.

Em conversa com os jornalistas, o avançado acusou os colegas de imaturidade e fez um apelo revoltado: “Está na hora de ter vergonha na cara, mais maturidade e experiência, porque, senão, vamos andar a lamentar. (…) Aqui ninguém é criança, ninguém é moleque. Todos sabem que, quando não está a correr bem, quando o resultado não aparece, temos de ser mais maduros. Quando não estamos a jogar bem, 1 -0 é goleada. Não se pode sofrer golos besta”. Hulk fez ainda questão de garantir que não estava a referir-se apenas aos defesas, “porque a defesa começa lá na frente”.

Hulk tem sido uma das principais figuras do Atlético desde que regressou ao Brasil, inclusive na campanha vitoriosa da última época. Os mineiros venceram o Campeonato Brasileiro, a Taça e a Supertaça. Para já, o clube sediado em Belo Horizonte ocupa o sétimo lugar da tabela, 13 pontos atrás do líder, o Palmeiras, de Abel Ferreira.