Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Nani não quer que Cristiano Ronaldo saia do Man. United: “Tentei ligar, mas ele não atende o telefone a ninguém quando está de férias”

O internacional português, antigo companheiro do avançado nos red devils e na seleção nacional e amigo próximo do craque, disse em entrevista que o clube inglês deve fazer tudo para manter o avançado no plantel e que já tentou falar com Ronaldo sobre o tema. Mas do outro lado não terá tido resposta

Expresso

Matthew Peters/Getty

Partilhar

Nani, internacional português que se estreou recentemente pelo Melbourne Victory, considera que Cristiano Ronaldo deve continuar no Manchester United, clube onde ambos partilharam o balneário. O madeirense terá anunciado que quer deixar o clube de Old Trafford, caso seja feita uma oferta ajustada ao seu valor e que lhe permita disputar a Liga dos Campeões. Os red devils insistem que a estrela de 37 anos não está à venda e Nani considera que o clube deve fazer tudo para manter Ronaldo.

“É um jogador importante e que faz sempre a diferença. Espero que esteja com moral para ajudar o clube e que, se tudo correr bem, fique”, disse o português, amigo próximo do capitão da equipa das quinas, ao “Daily Mirror”. Questionado sobre se tinha discutido a questão diretamente com Ronaldo, Nani respondeu com o habitual humor: “Não, ele não atende o telefone a ninguém quando está de férias. Tentei falar com ele, mas ele disse que estava muito ocupado e que falávamos em breve”.

Nani esteve no Manchester United entre 2007 e 2015, tendo conquistado quatro títulos da Premier League e uma Liga dos Campeões, feitos que parecem impensáveis à luz dos dias de hoje. Mas o jogador considera que o técnico neerlandês Erik ten Hag é o homem certo para devolver ao clube as glórias do passado.

“É um grande treinador. Tem estado muito bem. Espero que consiga ajudar os rapazes a darem o seu melhor. É preciso olhar para a frente, mas eu apenas quero desejar todo o sucesso ao novo treinador e à nova equipa”, disse Nani, acrescentando: “Espero que o clube consiga regressar à posição que lhe pertence e recomece a ganhar os troféus todos de que sentimos tanta falta”.