Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Nani, o globetrotter a viajar pelo mundo: depois dos EUA, vai agora experimentar a Austrália

O internacional português assinou contrato com o Melbourne Victory, do futebol australiano. Aos 35 anos, o campeão europeu vai jogar no sexto país estrangeiro, depois de Inglaterra, Espanha, Turquia, Itália e EUA, num clube que já conta com o central Roderick Miranda

Diogo Pombo

Darrian Traynor/Getty

Partilhar

Ver novos mundos, experimentar outras culturas, fazer as malas, esticar o polegar para cima e pedir boleia ao futebol para os leve latitudes que futebolisticamente pouca atenção têm numa modalidade eurocêntrica, mas que são chamativas em tudo o resto. Muitos são os jogadores que chegam a uma certa idade e embarcam em aventuras por campeonatos talvez pouco condizentes com a qualidade que têm e isso entender-se-á: simplesmente, a bola não é tudo.

Luís Carlos Almeida da Cunha é, desde os seus inícios, abreviado em Nani, assim o futebol o conhece e com o seu nome predileto jogará, esta época, praticamente nos antípodas de Portugal. O internacional português assinou um contrato com o Melbourne Victory, da A-League, principal campeonato da Austrália que o clube da cidade do sul país já conquistou por quatro vezes.

Nani foi anunciado oficialmente como uma "lenda portuguesa" e alguém que viveu "um incrível sucesso a nível de clubes e de seleção". Ao site do clube, o colecionador de 112 jogos com Portugal afirmou estar "entusiasmado" e, "pelo que já viu", os "adeptos" do Melbourne Victory criam "uma atmosfera" no estádio que rivaliza com as que se vivem na Europa.

Esta será a segunda incursão de Nani por campeonatos além-Europa, após a três épocas que passou em Orlando, na Flórida, a jogar na Major League Soccer norte-americana entre 2019 e 2021. Finda essa aventura, o extremo passou a última metade da época passada a representar uma equipa cujo estádio está rodeado por água: o Veneza, onde apenas fez 10 jogos e não evitou que acabasse despromovido à Série B italiana.