Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Covid-19 ataca Premier League: Leicester-Tottenham é o quarto jogo adiado numa semana. 'Boxing day' pode estar em risco

Com surtos ativos em várias equipas, nos últimos dias diversos encontros não se puderam realizar. Thomas Frank, treinador do Brentford, defende que "toda a jornada" do fim de semana deveria ser adiada, para assim "assegurar que o boxing day" não será adiado

Pedro Barata

Visionhaus/Getty

Partilhar

O futebol inglês tem tido, ao longo dos últimos dias, vários contratempos relacionados com a covid-19. A pandemia tem levado ao adiamento de várias partidas, baralhando assim um calendário que, naturalmente, já é bastante apertado.

O Leicester - Tottenham, que se deveria disputar esta quinta-feira (16), foi adiado devido a um surto na equipa da casa, sendo assim o quarto jogo que não se realizará no espaço de uma semana devido ao vírus. O embate adiado entre foxes e spurs segue-se a outras partidas que também não se realizaram, entre Brighton e Tottenham, Burnley e Watford e Brenford e Manchester United (minutos depois da publicação deste texto, foi anunciado que mais um jogo, o Man United - Brighton, que estava agendado para sábado, foi adiado).

É o terceiro encontro consecutivo do Tottenham que é adiado, após os compromissos frente ao Rennes, para a Conference League, e Brighton, para a Premier League, não se terem realizado devido a um surto na equipa de Antonio Conte.

Num primeiro momento, a Premier League havia rejeitado abordagens de Leicester e Tottenham no sentido de que o desafio não se realizasse, mas a organização acabou por aceitar esse desfecho quando uma nova vaga de positivos no Leicester deixou o conjunto de Brendan Rodgers sem jogadores suficientes para completar a equipa.

O Leicester anunciou que "fechou todas as áreas dedicadas à primeira equipa" no centro de treinos, tendo cancelado, também, todas as atividades a envolver os jogadores do plantel principal, para assim tentar "quebrar o ciclo de contágios e reduzir o risco de infecções futuras".

Este é um procedimento semelhante ao colocado em prática pelo Manchester United na segunda-feira.

Também o Chelsea, segundo informações do "The Guardian" e "The Athletic", está a contas com um surto de infeções de covid-19. Mateo Kovacic já havia testado positivo mas, de acordo com as referidas fontes, vários elementos dos campeões da Europa deram, também, positivo nas últimas horas. Ainda assim, o "The Athletic" informa que a partida entre os blues e o Everton, agendada para esta quinta-feira, "irá ser disputada".

Na quarta-feira, o Brighton viu um pedido de adiamento do seu jogo frente ao Wolves - a equipa de Lage venceu por 1-0 - não ser aceite pela Premier League. Graham Potter, técnico do Brighton, disse que a sua equipa tinha "três a quatro" casos positivos.

Com notícias de casos noutras equipas da Premier League, como o Aston Villa, bem como de outras divisões do futebol inglês - um surto no Sheffield Wednesday levou a que a partida frente ao Accrington, da League One, fosse adiada-, teme-se que a habitual jornada do boxing day, disputada a 26 de dezembro e parte fundamental da tradição do jogo britânico, possa estar em risco.

O Brentford, com 13 casos positivos entre jogadores e equipa técnica, é um dos clubes da Premier League afetados. Ora, o seu técnico, Thomas Frank, considera que se deveria "adiar toda a jornada da Premier League do próximo fim de semana", tal como a "ronda da Taça da Liga marcada para meio da próxima semana", para assim "quebrar a cadeia de contágios" com o objetivo de "assegurar que o boxing day vai para a frente e será disputado".