Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Renato Paiva leva Independiente del Valle a um inédito título do Equador

Equipa orientada pelo técnico português empatou na noite de domingo com o Emelec (1-1), depois de ter sido superior na 1.ª mão da final (3-1). É a primeira vez que o Independiente del Valle ganha o campeonato equatoriano

Tribuna Expresso

Andre Penner - Pool/Getty Images

Partilhar

O treinador português Renato Paiva sagrou-se na última madrugada campeão nacional do Equador, ao levar o Independiente del Valle ao primeiro título da sua história, numa final com o Emelec.

O título discutiu-se numa final a duas mãos e na noite de domingo o Independiente empatou 1-1 em Guaiaquil, depois de na 1.ª mão, disputada em Quito, ter vencido o rival por 3-1.

A equipa do antigo treinador do Benfica B começou cedo a ganhar, com um golo de Richard Schunke, aos 8’, com o Emelec a marcar nos descontos da 1.ª parte, num jogo marcado por um intenso temporal que obrigou mesmo à interrupção da partida.

Com esta vitória, Renato Paiva, que chegou ao Equador apenas esta época, inscreve o nome do Independiente del Valle na lista de vencedores do campeonato do país. Uma lista liderada pelo Barcelona de Guaiaquil, com 16 títulos. O Emelec, o adversário da final, tem 14 títulos.

O melhor marcador da prova é também jogador do Independiente del Valle: o argentino Jonathan Bauman, com 26 golos.

  • “A história do Jorge Jesus não apostar nos jovens no Benfica é exagerada. Ele não quer é apressar as coisas”
    Entrevistas Tribuna

    Depois de mais de década e meia na formação do Benfica, onde trabalhou com jogadores como Rúben Dias, Bernardo Silva, Renato Sanches ou João Félix, Renato Paiva aceitou o desafio de viajar para o Equador e treinar o Independiente del Valle, um dos mais interessantes projetos da América do Sul, que chamou a atenção ao vencer a Taça Sul-Americana em 2019. Nesta segunda parte da conversa com a Tribuna Expresso, o treinador de 51 anos fala da formação do Benfica e de como não acredita que a filosofia tenha mudado, do cenário de contrastes que é o Equador e há até espaço para a aparição dos dois gatos que adoptou pouco depois de chegar ao novo país

  • “Em Portugal, despedem-se 15 treinadores a 10 jornadas do fim. Aqui no Independiente é diferente: há uma filosofia nas escolhas”
    Entrevistas Tribuna

    Depois de mais de década e meia na formação do Benfica, onde trabalhou com jogadores como Rúben Dias, Bernardo Silva, Renato Sanches ou João Félix, Renato Paiva aceitou o desafio de viajar para o Equador e treinar o Independiente del Valle, um dos mais interessantes projetos da América do Sul, que chamou a atenção ao vencer a Taça Sul-Americana em 2019. Nesta primeira parte da conversa com a Tribuna Expresso, o treinador de 51 anos conta como chegou ao Equador, as condições que encontrou no Independiente e fala dessa eliminatória com o Grémio que gerou ecos em todo o continente