Tribuna Expresso

Perfil

Fórmula 1

Verstappen foi o mais rápido na qualificação mas é Sainz quem vai sair na frente do GP da Bélgica

A mudança de motor no Red Bull do campeão mundial implica uma penalização de 15 lugares na grelha, pelo que Sainz, que foi o segundo mais rápido na qualificação, a 0,632 segundos de Verstappen, vai partir na frente

Lusa

Marco Canoniero

Partilhar

O piloto neerlandês Max Verstappen (Red Bull) foi este sábado o mais rápido na qualificação para o Grande Prémio da Bélgica de Fórmula 1 mas vai o espanhol Carlos Sainz (Ferrari) a sair da primeira posição da grelha.

A mudança de motor no Red Bull do campeão mundial implica uma penalização de 15 lugares na grelha, pelo que Sainz, que foi o segundo mais rápido na qualificação, a 0,632 segundos de Verstappen, vai partir na frente.

O mexicano Sérgio Pérez (Red Bull) foi o terceiro, a 0,797 segundos, e será o segundo na grelha para a corrida, a 14.ª de 22 da temporada, marcada para as 15:00 locais (14:00 em Lisboa).

O monegasco Charles Leclerc (Ferrari), que tinha sido o quarto mais rápido, a 0,888 segundos de Verstappen, também foi penalizado por troca de componentes de motor e da caixa de velocidades, e vai partir do 16.º lugar, imediatamente atrás do neerlandês (15.º).

Além destes dois pilotos, também o britânico Lando Norris (McLaren), o francês Esteban Ocon (Alpine), o alemão Mick Schumacher (Haas), o chinês Zhou Guanyu (Alfa Romeo) e o finlandês Valteri Bottas (Alfa Romeo) foram penalizados por motivo idêntico.

Verstappen tem dominado ao longo do fim de semana, mostrando-se quase um segundo mais rápido do que a concorrência. De tal forma que o piloto da Red Bull fez apenas uma tentativa na derradeira fase da qualificação (Q3), optando por não sair para a pista para a tentativa final.

“Fiquei contente com a minha volta, é incrível estar aqui”, começou por dizer Verstappen, que tem apenas uma estratégia para a corrida de domingo: “avançar”.

“Com um carro como este seria uma pena não estar no pódio”, anteviu o campeão mundial, que fez o melhor tempo da qualificação pela quarta vez esta temporada, 17.ª da carreira.

Já Leclerc, que chega a esta 14.ª corrida da temporada no segundo lugar do campeonato, com 80 pontos de atraso para Verstappen, acredita que “o ritmo de corrida” dos Ferrari “é melhor do que o de qualificação”.

Os Mercedes é que continuam muito longe da concorrência, com o britânico Lewis Hamilton a não ir além do sétimo melhor tempo da sessão, a 1,838 segundos de Verstappen, logo seguido do compatriota e companheiro de equipa, George Russell, que ficou a 2,111 segundos do mais rápido.

Atrás de Sainz e Pérez, a segunda linha da grelha vai ser ocupada pelo espanhol Fernando Alonso (Alpine) e por Hamilton, com George Russell e o tailandês Alexander Albon (Williams) em quinto e sexto, respetivamente.