Tribuna Expresso

Perfil

Ciclismo

Nairo Quintana é desclassificado da Volta a França após testes positivos a uma substância proibida

Depois de terminar a competição no sexto lugar da geral, Nairo Quintana é desclassificado do Tour por ter recorrido a um analgésico proibido pelas regras médicas, o tramadol. A má notícia chega pouco tempo depois da boa notícia da renovação do contrato com a equipa francesa Arkea

Expresso

Tim de Waele

Partilhar

O nome de Nairo Quintana vem associado a alguns feitos históricos, sendo os mais sonantes o facto de ter sido o primeiro colombiano a vencer o Giro de Itália e a vencer duas grandes Voltas, contando com a vitória na Volta a Espanha. Numa altura em que as coisas pareciam continuar a correr bem para o ciclista, que acaba de renovar contrato com a equipa francesa Arkea, surge um obstáculo no caminho.

Segundo órgão que governa o ciclismo mundial (UCI), Quintana foi desclassificado da Volta a França, onde tinha terminado em sexto na classificação geral, depois de ter sido identificado o consumo de uma substância proibida em dois controlos antidoping. Trata-se do analgésico tramadol.

"De acordo com as regras médicas da UCI, o corredor é desclassificado da Volta a França de 2022. Esta decisão pode ser objeto de recurso perante o Tribunal Arbitral do Desporto nos próximos 10 dias", lê-se na declaração da UCI. "Dado tratar-se de uma primeira infração, Nairo Alexander Quintana Rojas não é declarado inelegível e pode, portanto, participar em competições".

Desde 2019, a utilização de tramadol foi proibida ao abrigo das regras médicas da UCI. O motivo são os efeitos secundários da substância que incluem vertigens, sonolência e perda de atenção. Ainda assim, o teste positivo para o tramadol não constitui uma violação de doping.

Apesar de ter sido anunciada a sua renovação, até 2025, Quintana ficou fora da equipa para a Volta a Espanha que começa na próxima sexta-feira. Além dos sucessos que contabiliza em Itália e Espanha, o ciclista conseguiu chegar por duas vezes à segunda posição na competição francesa.